Frete CIF e frete FOB: O que é e quais as diferenças?

Em outro artigo falei de várias características do frete, dentre eles, um pouco do frete CIF e o frete FOB. “Como usar o cálculo de frete para vender mais no e-commerce” traz um panorama geral sobre como é feito o cálculo de frete e encerra com dicas para utilizá-lo como diferencial competitivo.

diferencial competitivo com nivel de serviço logístico para a black friday

Neste artigo focaremos exclusivamente nos fretes CIF e FOB e ao final você saberá tudo sobre eles. 

O que é frete CIF?

CIF é a abreviatura para Cost, Insuranse and Freight e sua tradução literal é custo, seguro e frete. Ou seja, a responsabilidade de quem envia se estende até a conclusão da entrega da encomenda ao destinatário.

Quando o frete CIF é usado?

Geralmente é utilizado nas operações B2C (business to consumer), ou seja, quando o serviço é prestado e o produto entregue pela empresa direto ao consumidor final. Apesar de ser mais caro, é interessante pois o comprador só tem o trabalho de realizar o pagamento do frete já embutido na compra do produto. É mais prático.

Esse tipo de frete também é utilizado quando o embarcador envia muitos volumes para vários destinatários diferentes. A dificuldade de gerir fretes específicos para cada destino torna o frete FOB inviável para essas características.

Por essas razões o cálculo de frete no e-commerce, em sua maioria, conta com o frete CIF.

O que é frete FOB?

A sigla FOB significa Free On Board, ou, livre a bordo. É uma alternativa mais simples para quem vende, pois sua responsabilidade acaba assim que a mercadoria é embarcada e toda gestão da entrega fica por conta do destinatário.

Quando o frete FOB é usado?

Em via de regra, ele é utilizado nas relações B2B (Business to Business), que é nas vendas entre empresas. Sendo ainda mais comum, nas encomendas com grandes volumes, alto valor agregado ou ainda, com um alto custo de frete.

Tomando como exemplo, as indústrias costumam utilizar esse tipo de frete para coletar os materiais em seus fornecedores. 

Indo um pouco mais a fundo, também usa-se a mesma transportadora para coletar em diferentes fornecedores e dessa forma, economizar tempo e recursos para as coletas. Ao combinar esse fator, com roteirização das coletas e a produção dos materiais nos fornecedores, obtém-se uma ótima redução de custos para as indústrias. Esse sistema de entregas é chamado de Milk Run.

Custos e impostos de cada frete

Os custos do frete também são divididos entre o remetente e o destinatário. No frete CIF, o valor do frete já é inserido no valor da compra.

Dessa forma, o embarcador (vendedor, remetente, como preferir), pode informar o frete  CIF na nota fiscal. Dessa forma o valor relacionado ao frete é único e caso haja imprevistos na entrega, o embarcador que arca com os custos adicionais.

Em tempo, o embarcador também pode realizar a cobrança de forma separada, inserindo a informação do frete em um campo próprio na nota.

No frete FOB, onde o recebedor da mercadoria contrata a transportadora para realizar a entrega, o preço do frete não está incluso na compra do produto e por isso, tem seu valor especificado separadamente na nota fiscal.

Este valor do frete sinalizado na nota irá compor a base de cálculo de frete de tributos como Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Programa de Integração Social (PIS).

Conclusão

Essas são as principais diferenças entre o frete CIF e o FOB. Mas independente delas e se sua empresa é B2B ou B2B, e-commerce, indústria ou varejo, é importante contar com o rastreio dessas encomendas para ter o controle e acompanhamento do que sai de sua empresa, bem como a qualidade do transporte que vem sendo realizado.

Veja o artigo “Como contratar uma transportadora em 4 passos

diferencial competitivo com nivel de serviço logístico para a black friday

Líder de marketing e autor no blog da Frete Rápido, especialista em e-commerce e pós-graduado em marketing estratégico digital. A Frete Rápido é o primeiro HUB de transporte digital da América Latina, conecta embarcadores, empresas B2B, B2C e D2C, como indústria e-commerce e varejo, a transportadoras para que façam negócio entre si. Além disso, automatiza os processos da Pré-venda, Pós-venda, Gestão e Tracking.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Frete Rápido utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao usar o site você concorda com nossa Política de Privacidade.