Logística para a Black Friday: como preparar seu negócio

Neste artigo falaremos sobre como preparar seu negócio, mais especificamente, a logística para a Black Friday, que neste ano de 2020, está marcada para o dia 27 de Novembro.

Tomando como base os estudos do Ebit | Nielsen sobre o mercado em 2019, a Black Friday tornou-se a data mais importante do e-commerce, que recebeu 2,85 milhões de compras, dessas, 15% são de novos consumidores.

Naturalmente, a data é a melhor oportunidade do ano para encontrar novos clientes, seja consumidores que nunca compraram pela internet ou que já tenham comprado, mas com pouca frequência.

É importante encontrar meios de fidelizá-los, facilitar a recompra, com estratégias como o FR ADS.

Diante de todas essas possibilidades de conquistar novas vendas, é preciso estruturar a operação do e-commerce, preparar a logística para a Black Friday.

Segue abaixo alguns pontos importantes para você considerar:

A influência do frete na logística para a Black Friday

É crucial conseguir boas opções de entrega e redução de custos, afinal, boa parte dos abandonos de carrinho é abandonado por causa do frete. Sendo mais específico, segundo um estudo da Moonsend, 60% dos carrinhos abandonados é em decorrência do frete.

Importante utilizar tecnologias logísticas que forneçam opções de entrega, como a Frete Rápido, mas preparar a logística para a Black Friday vai além de opções de entrega.

É possível baratear o frete com tecnologia, com otimização, que é o caso da Consolidação de volumes. Esta, agrupa os produtos virtualmente dentro de suas embalagens para que a cubagem na hora do cálculo de frete seja feita da melhor forma possível.

O resultado é:

  • Produtos agrupados para economizar espaço;
  • Redução do valor do frete de 20% a 40%;
  • Aumento nas taxas de conversão do e-commerce.

Para saber mais, leia o artigo “Frete e-commerce: Benefícios da consolidação de volumes”.

Não é uma receita de bolo, mas muitos e-commerces utilizam operadores logísticos, empresas que armazenam e manuseiam os produtos.

Naturalmente, os armazéns ficam em locais estratégicos, para que o tempo de entrega e o valor do frete do e-commerce sejam reduzidos, e o lojista obtenha diferencial de mercado.

Um belo exemplo desse modelo de negócio, é o centro de armazenagem da Tegma, que possui eficiência comprovada no mercado, afinal é um dos principais operadores logísticos do país.

O armazém fica localizado Barueri, SP. Naturalmente, na região metropolitana há um grande movimento do mercado, seja de compras ou de transportadoras que coletam no local. Tudo isso influencia e torna viável a utilização de um armazém terceirizado, pois o investimento é convertido em fretes mais baratos ou com menos tempo de entrega.

Obviamente, não é uma regra que se aplicará a todos os lojistas, mas é recomendável avaliar as possibilidades.

Caso seja do seu interesse, você pode conversar com a própria Tegma sobre o armazém, neste link há os contatos. E se precisar de uma ferramenta robusta para fazer o cálculo de frete multiorigem, fale conosco! 😉

Abaixo está a foto do armazém da Tegma, utilizado como exemplo.

A logística para a Black friday e a influência na experiência de compra.

Mais do que fazer uma única compra para uma pessoa que nunca havia ouvido falar do seu negócio, é preciso encantar, fidelizar. Otimizar a logística para a Black Friday é caminhar em direção às indicações espontâneas, ao apego do cliente, tanto pela marca, pelo produto, quando pelo serviço.

Quando o consumidor faz uma nova compra, é gerada uma expectativa, uma ansiedade que precisa ser atendida pela loja. Ele precisa receber notícias de sua compra, saber que ela está sendo processada o mais rápido possível. Diante disso é importante considerar:

  • Aprovação de pagamento transparente e rápida;
  • Agilidade no backoffice: time preparado para receber o volume de pedidos (picking e packing);
  • Atualizações de rastreio enviados de forma automatizada.

Outras dicas a considerar

A logística de um e-commerce vai muito além do frete, por isso, segue abaixo outros pontos chave para você considerar ao preparar sua logística para a Black Friday:

  • Volume de vendas: verifique seu histórico do ano anterior e compare com seu crescimento médio deste ano, desta forma, você conseguirá adequar seu time e materiais de embalagem, por exemplo;
  • Tome cuidado com os parceiros e fornecedores do seu e-commerce: certifique-se que eles estarão preparados para receber as visitas, requisições de frete, volume de pedidos.
  • Pós-venda: O pós venda também é uma forma de fidelizar seus clientes, prestar um bom atendimento, fornecer os status de rastreio corretamente, resolver os problemas quando acontecer.

É preciso atenção ao otimizar a logística para a Black Friday, pois a data fornece ao lojista a oportunidade de aumentar o voleme de vendas e de clientes.

Caso haja um serviço prestado de maneira equivocada, os resultados serão contrários, a loja pode se prejudicar com o público por não prestar um bom serviço.

Dúvidas? Deixe um comentário.

Líder de marketing e autor no blog da Frete Rápido, especialista em e-commerce e pós-graduado em marketing estratégico digital. A Frete Rápido é o primeiro HUB de transporte digital da América Latina, conecta embarcadores, empresas B2B, B2C e D2C, como indústria e-commerce e varejo, a transportadoras para que façam negócio entre si. Além disso, automatiza os processos da Pré-venda, Pós-venda, Gestão e Tracking.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Frete Rápido utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao usar o site você concorda com nossa Política de Privacidade.