Planejamento no e-commerce: Como fazer?

Há quem diga que seja relativamente simples e para alguns, considerado “nada demais” produzir um site de vendas na internet, mas apenas lançá-lo sem antes criar um planejamento eficaz não vai gerar resultados satisfatórios e as consequências podem ser prejuízo e frustração, uma vez que a competição online já é e está se tornando ainda mais acirrada. Por isso, é essencial desenvolver um planejamento estratégico de no seu e-commerce.

Não dá para pensar que é apenas necessário escolher alguns produtos, cadastrá-los em uma plataforma e começar a vender, a questão é um pouco mais complexa. É importante ter uma estratégia, um plano de ação, isso irá mostrar qual será o próximo passo. 

Com alguns anos no e-commerce, aprendi que não existe uma fórmula mágica, o que deu certo em minha operação, pode não dar na sua. As variáveis de cada realidade irão influenciar diretamente nas ações que você deve tomar e logicamente, nos resultados. 

A seguir você pode ver, de maneira geral, um pouco da minha visão sobre planejamento, a intenção não é ditar uma regra, mas te dar um norte.

Começando seu planejamento

Não existe forma melhor de colocar seu projeto no papel do que com um planejamento bem feito. Um olhar mais atento ao mercado pode livrar você de muitos problemas futuros com o seu e-commerce.

O planejamento no e-commerce é sem dúvida alguma, uma das etapas mais importantes para o sucesso de uma loja virtual, e por isso, merece toda atenção possível por parte do empreendedor que deseja ingressar neste segmento.

Até concordo que a etapa operacional é muito mais interessante aos seus olhos do que a parte de planejamento, mas acredite que cada minuto investido nessa fase, vai te dar um retorno em forma de lucro no futuro. Cada vez mais percebemos que, não há espaço para amadorismo no comércio eletrônico atual.

Etapas

A primeira etapa, é a elaboração de um plano de negócio que situará a operação do e-commerce no ambiente negocial e determinará quais são as principais direções a serem seguidas nas etapas seguintes. Funciona como uma bússola, um guia para o futuro da operação.

Logo depois, devemos partir para o planejamento operacional. Direcionado ao médio prazo da empresa na busca pelos objetivos estratégicos. Com ele, definem-se as ações e projetos para cada setor, também seus indicadores de sucesso e líderes responsáveis.

Elaborado o Plano de Negócios é chegada a hora de fazermos uma Análise SWOT (Análise das Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças – FOFA em português) do projeto para podermos ter uma visão exata envolvendo todos estes aspectos cruciais.

Um bom planejamento de e-commerce – Plano de Negócios

Em suma, quando falamos de plano de negócios para e-commerce, estamos tratando de um documento que tenha registrado as principais variáveis, seja qual for o empreendimento, sempre de forma detalhada e organizada. Não é extremamente difícil ou complexo, só vai exigir um pouco de tempo, paciência e disposição.

É até possível que você consiga um modelo interessante na internet que pode ser adaptado para o seu processo e para registrar os primeiros dados. O planejamento para e-commerce pode ser feito de diversas formas desde que contenha algumas estruturas básicas, você pode vê-las a seguir:

  • Uma pesquisa do empreendimento – Quais serão as atribuições de cada indivíduo e o que vai ser feito?
  • Exame de Produto – O que será vendido no seu e-commerce? Quais seus principais diferenciais?
  • Análise do Mercado – Quem é o público alvo, suas tendências e concorrência;
  • Elaboração de Marketing – Estratégias e ferramentas para a divulgação do negócio;
  • Preparação financeira – De onde sairão os recursos para financiar o e-commerce;
  • Cronograma e Metas – Qual o plano e as metas a serem atingidas?
  • Logística – Não se esqueça, o que você vende, você precisa entregar e essa etapa é onde ocorre o contato direto com o cliente. Procure soluções de tecnologia, transportadoras (veja como contratar uma transportadora em 4 passos) e integrações para seu e-commerce ter uma logística enxuta mas eficiente.

Há casos onde o marketing é colocado de lado, porém, ele é essencial dentro do planejamento para e-commerce e suas diversas vertentes, exigem uma análise mais criteriosa para evitar desperdícios em investimentos com ferramentas que não vão produzir um resultado satisfatório e poderá trazer um maior retorno a médio e longo prazo, se bem feito. 

Assim, a captação de clientes se tornará saudável, com maior relevância nos mecanismos de pesquisa e desde que seu negócio não seja penalizado por alguma ação que vá contra as políticas desses mecanismos, você não perderá a relevância conquistada, diferente do ADS, onde só há relevância enquanto paga.

Outras dicas sobre planejamento no e-commerce

Separei abaixo outros conteúdos que podem ser úteis para o planejamento de sua operação.

Dicas para e-commerce: Como criar uma loja virtual do zero

Como criar uma loja virtual do zero

Como contratar uma transportadora em 4 passos

E se você tiver dúvidas sobre o assunto acima ou gostaria de ver um conteúdo sobre um tema específico, é só deixar seu comentário, terei prazer em ajudar.

Bom, isso é tudo pessoal!

Líder de marketing e autor no blog da Frete Rápido, especialista em e-commerce e pós-graduado em marketing estratégico digital. A Frete Rápido é o primeiro HUB de transporte digital da América Latina, conecta embarcadores, empresas B2B, B2C e D2C, como indústria e-commerce e varejo, a transportadoras para que façam negócio entre si. Além disso, automatiza os processos da Pré-venda, Pós-venda, Gestão e Tracking.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Frete Rápido utiliza cookies para melhorar sua experiência. Ao usar o site você concorda com nossa Política de Privacidade.